Dicas para Visitantes

Saiba como ajudar alguém hospitalizado a conviver com o medo e ansiedade

 

A comunicação de um diagnóstico de doença e consequente internação hospitalar gera ansiedade e expectativa em qualquer pessoa e é sempre caracterizada por nervosismo e apreensão. Diante dessa situação, as pessoas reagem de diversas maneiras e uma nuvem de ansiedade com perguntas paira sobre elas, provocando medo e incerteza quanto ao futuro. A tarefa de visitar pessoas internadas em hospitais requer reflexão, sabedoria, tato e bom senso, principalmente aqueles pacientes que se encontram em fase terminal.

 

Como proceder - Visitar um parente ou amigo hospitalizado é algo sublime, é demonstração de simpatia e solidariedade. A visita ao paciente no Hospital deve partir do pressuposto de que possuímos a dimensão espiritual e psicológica. Por isso se torna necessário compreender o paciente em seus estágios de fragilidade emocional, que variam de pessoa para pessoa.

 

Lembre-se: hospital não é colônia de férias - Algumas cenas, como a remoção de um corpo, uma família chorando o falecimento de um ente querido, alguém gravemente ferido acabou de dar entrada no hospital, poderão passar diante de você. Além disso, a pessoa a quem você vai visitar poderá estar com aspecto físico não muito agradável. Você não pode externar susto nem temor, por isso prejudica em muito a visita.

 

Leve bom humor - Ajude o paciente a sorrir. Se certifique de que isso não vai prejudicá-lo. O sorriso faz bem. Uma revistinha de humor, um vídeo alegre, alguma comédia, contribuiu para isso.

 

Ouça com o coração - Medo e ansiedade marcam o paciente em seu leito hospitalar. É comum ele sentir o desejo de expressar seus sentimentos para quem o visita, principalmente quando se trata de um parente. Sua tarefa, como ouvinte, é ajudar o seu paciente a comunicar seus sentimentos a respeito de sua crise.

 

Seja breve - Visitar um paciente no hospital não é o mesmo que visitar amigos em casa num final de semana. O estado clínico do paciente, a iminência de um exame, os procedimentos da enfermagem, os critérios do hospital, etc, são os condicionantes que determinam a duração da visita hospitalar. Você precisa estar atento a isso.

 

Atitudes positivas na visita hospitalar

- Respeite os regulamentos do hospital quanto a horários de visitas e número de pessoas no quarto.

- Ouça com carinho os sentimentos e preocupações do paciente.

- Converse equilibradamente sobre assuntos de interesse do paciente.

- Colabore com a equipe hospitalar, mantendo o quarto em ordem.

- Adote procedimentos adequados quando houver recomendação médica em relação ao paciente.

- Ao surgir uma emergência em relação ao paciente, dê prioridade à equipe de enfermagem.

 

Atitudes negativas na visita hospitalar

- Questionar de forma arrogante e desrespeitosa as normas e regulamentos do hospital.

- Tornar a visita demorada quando o paciente, devido à doença, dá sinais de cansaço.

- Mexer nos equipamentos do quarto (tubos, sondas, entre outros).

- Entrar no quarto que tiver avisos na porta como: proibido visitas, isolamento, dentre outros.

- Mencionar assuntos que possam provocar fortes emoções no paciente.

 

fonte: Revista Vida e Saúde